Mathema Mathema

Apaixonada por matemática desde criança, professora inspira-se no ‘colorido’ da disciplina para lecionar

Por Escrito em: 09/06/2020
Compartilhe nas suas redes:

A matemática despertou a paixão de Danielle Teixeira, professora da rede municipal em São Luís (MA), desde criança. E ela não entendia porque seus colegas achavam a disciplina tão difícil. Seus professores sempre solicitavam sua ajuda em sala de aula, e foi assim, na antiga sexta série, que surgiu a vontade de lecionar. “Vi ali que minha missão era desmistificar que a matemática era chata, um bicho de sete cabeças. Então prestei vestibular para a Universidade Federal do Maranhão para cursar licenciatura em matemática”, afirma. 

Ao ir para sala de aula, em 2012, Danielle conta que foi aprendendo dia após dia como deixar o ensino da disciplina mais prazeroso. “Eu acreditava que a afetividade era uma ferramenta fundamental no processo de ensino-aprendizagem, pois se os alunos confiassem em mim, teriam certeza que poderiam contar comigo sempre. Resolvi mostrar a eles que todos somos capazes e que estaria ali para ajudá-los”, relata.

“No início de cada ano letivo quero conhecer meu aluno, sua família, saber sobre seus estudos, seus sonhos, pois sei que o aprendizado depende de vários fatores”, complementa. Confira abaixo um pouco mais sobre a professora Danielle.

“Eu amo lecionar, amo a matemática e amo conhecer pessoas. Saber que eu posso ajudar meus alunos a ter uma vida melhor por meio dos estudos me motiva. Como eu leciono em escolas públicas, o maior desafio é a falta de estrutura e a grande quantidade de estudantes, mas não é nada que não possamos superar. Eu me sinto emocionada ao vê-los evoluindo, pois a evolução deles é um indicador de que estou no caminho certo.

Um momento marcante em minha trajetória foi escutar um aluno, que preocupava a todos pelo seu comportamento, gritar do corredor: “Lá vem a melhor professora do mundo!”. Isso encheu meu coração de alegria e idealizei um projeto chamado Matemática das emoções em homenagem a ele. Com esse projeto pude perceber, literalmente, como a afetividade influencia no processo de aprendizagem.

Quero conhecer meu aluno, sua família, saber sobre seus estudos, seus sonhos, pois sei que o aprendizado depende de vários fatores.

Minha maior inspiração para ensinar são meus antigos professores – de matemática, português, química – enfim, todos que percebi que tinham amor pela profissão. Educar significa transformar vidas, mostrar que os alunos são capazes, aguçar o senso crítico, fazer com que eles questionem e não aceitem facilmente o que é dito.

Conheci o Mathema no projeto #Formar, em parceria com a Fundação Lemann, no curso Didática Específica da Matemática, com a incrível formadora Fernanda Alves. [O curso me trouxe] um novo olhar no ensino de matemática, e me ajudou a aprimorar ainda mais a maneira de lecionar, fazendo sempre com que o aluno seja o protagonista do seu conhecimento.

Se fosse para definir minha profissão em uma palavra, seria dedicação. Dá trabalho, mas no fim vale a pena todo o esforço. E se fosse para escolher uma música, seria Aquarela, de Toquinho, pois para mim a matemática é encantadora, transformadora, alegre, colorida. 

Conta pra gente: qual sua opinião sobre esse texto?

Todos os campos devem ser preenchidos.
Seu e-mail não será publicado.

2 Comentários para “Apaixonada por matemática desde criança, professora inspira-se no ‘colorido’ da disciplina para lecionar”

  1. AvatarJanilde disse:

    É de dar orgulho e saber como temos sorte de ter pessoas assim com a professora Danielle e isso se chama amor a educação ,ainda vou ter o prazer de um filho meu ser aluno dela. Parabéns minha amiga 😍

  2. AvatarVenusia S Sousa disse:

    Muito lindo, admirável, professora maravilhosa muito orgulho dessa colega.

s
X