Mathema Mathema

Professora que usa desafios matemáticos nas aulas de Educação Física acredita que profissão vai além de ensinar

Por Escrito em: 17/12/2019
Compartilhe nas suas redes: [addtoany]

Por Equipe Mathema

A professora Kahira Regina El Hayek sonhava ser bailarina ou aeromoça, mas como adorava esportes foi atuar na área de Educação Física. Sensível e realizada com a profissão, ela diz que seu trabalho é uma diversão. “Brinco e me divirto com os alunos, tudo planejado com objetivos e intenções, porém eles não precisam saber disso! Pra mim, o mais importante é um sorriso no rosto“, conta.

Kahira afirma que ver a evolução de cada aluno é motivo de satisfação, “afinal, estamos na escola para eles”. Com inspiração no pai, um libanês que aprendeu tudo sozinho e até os 80 anos lia, diariamente, o jornal inteiro, ela acredita que contribuir com a formação de uma criança é uma responsabilidade para poucos. E que um dos papéis de um professor é saber acolher. “Damos até o que não temos para aliviar as dores de nossos alunos”. Conheça um pouco mais sobre a professora Kahira.

Sou Kahira Regina El Hayek, tenho 50 anos, dois filhos e sou formada em Educação Física há 29 anos. Por 18 anos dei aulas de natação, ginástica e hidroginástica em academias, e em 2006 ingressei na Secretaria de Educação de São Paulo. (Ser professora) foi uma daquelas decisões que a gente nunca acha que vai tomar. Eu queria ser bailarina, aeromoça, mas adorava esportes. Então a Educação Física me capturou. 

Trabalhar para mim é uma diversão. Brinco e me divirto com os alunos, tudo planejado com objetivos e intenções, porém eles não precisam saber disso! Pra mim o mais importante é um sorriso no rostoMinha motivação para dar aula é a alegria da turma quando chego na sala de aula e eles gritam: “Você nos salvou!”. Ou quando os alunos andam atrás de mim pela escola perguntando: “Vai ter sua aula hoje?” Essa relação é muito especial!

A melhor coisa em ser professora é trabalhar com outros professores. Todos loucos para ensinar, dedicados de corpo e alma aos alunos. Não dá para ser professor mais ou menos, tem que ser inteiro. A evolução de cada aluno é motivo de satisfação, afinal estamos na escola para ELES. Poder contribuir com a formação de uma criança é responsabilidade para poucos.

Sempre adorei Matemática, ela está presente no nosso cotidiano. Em 2015 conheci o Mathema, e isso me motivou ainda mais a incluir a Matemática nas aulas de Educação Física. Proponho diversas atividades com desafios matemáticos.

O maior desafio em ser educador é a desvalorização da profissão: o governo não apoia, a família não confia e a sociedade toda perde. Mas educar é mostrar possibilidades, descobrir talentos e caminhos para encurtar a jornada, ouvir histórias de gatos e cachorros quando você precisa muito ensinar o alfabeto, perceber tristeza num olhar, medo numa expressão… Educar é estar PRESENTE com o aluno.

Tive excelentes professores que souberam me motivar e, outros nem tão excelentes assim, mas que me mostraram como ser melhor. Eu adorava estudar! Nas minhas lembranças, escola era lugar de gente felizMas minha grande inspiração é meu pai. Um imigrante libanês que aprendeu sozinho, com muito esforço, necessidade e empenho a ler e escrever uma língua totalmente diferente. Até os 80 anos ele lia, diariamente, o jornal da primeira à última página. Inspiração para a vida toda!

Logo no início de carreira tive um momento que me tocou. Num dia muito frio, uma aluna chegou para a aula só de chinelo. Eu, muito brava, pensei “que mãe irresponsável poderia ter deixado a criança sair de casa assim?“. Com o passar do tempo, fui conhecendo as dificuldades das famílias e as consequências que as crianças sofrem. Nossos alunos não passam só frio, também passam fome, falta de amor, maus tratos… O professor aprende a acolher cada um. Damos até o que não temos para aliviar as dores de nossos alunos. Professor não é só uma profissão, é um cuidador de seres muito frágeis.

 

E você, gostou da história da professora Kahira? Deixe nos comentários a sua opinião e participe da série #HistóriasdeProfessor enviando a sua história para contato@mathema.com.br.

 

Conta pra gente: qual sua opinião sobre esse texto?

Todos os campos devem ser preenchidos.
Seu e-mail não será publicado.

1 Comentário para “Professora que usa desafios matemáticos nas aulas de Educação Física acredita que profissão vai além de ensinar”

  1. AvatarArlete disse:

    Tive o prazer de trabalhar com a professora Kahira por um. Uma profissional inigualável, a bondade em pessoa. Suas aulas são prazerosas. Não existe tempo ruim para ela. Ela deveria ser o espelho para vários educadores físicos. Adorei a reportagem.

s
X