Mathema Mathema

CLACT, CLACT, CLACT…

Por Escrito em: 10/05/2019 | Atualizado em 30/05/2019
Compartilhe nas suas redes:

Objetivos

  • Aprendendo com as formas da história;
  • dança das figuras;
  • construindo um móbile;
  • se eu fosse a tesoura.

Recomendação

Crianças de cinco e seis anos

Descrição da Atividade

A proposta abaixo deve ser realizada como forma de explorar o livro Clact, Clact, Clact…, das autoras Liliana e Michele Iacocca (Editora Ática). Por meio da obra, você pode trabalhar a identificação, comparação, descrição, classificação e desenho de formas geométricas planas; visualização e representação de figuras planas; compreensão das propriedades das figuras geométricas e, perceber a regularidade em uma seqüência dada e criar seqüências. Esse trabalho permite o desenvolvimento de algumas habilidades tais como a visualização, percepção espacial, análise, desenho, escrita e construção.

O livro conta a história de uma tesoura que encontra muitos papéis picados. Descontente com a qualidade dos recortes e com a desordem dos papéis coloridos, a tesoura resolve arrumar os papéis e para isso utiliza recursos como classificação e montagem de formas geométricas.

Ao ler a história pela primeira vez para os seus alunos, aproveite para explorar os aspectos matemáticos referentes às formas geométricas que aparecem no livro: quadrado, círculo, triângulo, trapézio, paralelogramo e pentágono. Para isso, antes de ler algum trecho da história em que será dito o nome de uma delas – por exemplo, triângulo – faça questionamentos do tipo:

  • Quem já viu uma figura como essa?
  • Quem sabe o nome dela?
  • Há na classe algum lugar onde essa figura apareça?

Quando terminar a discussão volte para o texto e analise as respostas com as crianças. Este procedimento permite que os alunos mostrem qual o conhecimento que eles têm sobre determinada figura e possam com a sua ajuda (pelo uso que você fará do nome da figura) e do texto, se apropriar do termo após algum tempo. A dinâmica pode ser feita utilizando outras formas.

Lendo a história

O trabalho com a leitura e com as explorações literárias da história deve ser o início de todo o processo a ser desenvolvido a partir do livro.Ao analisar a capa, proponha aos seus alunos que façam a leitura intuitiva, levando-os a colocar suas expectativas em relação ao texto a ser lido, procurando discutir as palavras novas e os sons onomatopaicos fortemente presentes na história.

Escute e perceba as críticas e opiniões dos alunos sobre a história. Você também pode parar a leitura do livro em um determinado momento e discutir com a classe o que será que vai acontecer em seguida, como eles acham que a história continua, podendo mesmo registrar em forma de texto coletivo a continuação imaginada pelas crianças.Depois, você pode sugerir aos alunos que comparem a versão dada pela classe com a originalmente proposta no livro.

Vale ressaltar que esse é um livro sem final definido, pois após organizar todos os papéis, a tesoura espirra e tudo fica como ela encontrou no início, você pode discutir esse fato com os alunos e propor a eles que elaborem um outro final para a história.

Conta pra gente: qual sua opinião sobre esse texto?

Todos os campos devem ser preenchidos.
Seu e-mail não será publicado.

X