Mathema Mathema

Principais desafios da alfabetização e letramento

Por Escrito em: 22/06/2021
Compartilhe nas suas redes: [addtoany]

Aprender a ler e escrever é um dos processos educacionais mais importantes na vida de uma criança. No entanto, existem desafios na alfabetização que as escolas precisam observar para tornar essa etapa mais tranquila e estimulante.

Ao ser alfabetizada, a criança desenvolve habilidades de letramento e numeramento. Isto é, ela passa a ser competente o suficiente para ler e interpretar textos, realizar cálculos e iniciar o uso social da escrita, da leitura e da matemática..

No entanto, vale destacar que existem alguns desafios da alfabetização e letramento enfrentados pelos profissionais da educação diariamente, os quais precisam ser vencidos para garantir uma educação de qualidade aos estudantes. A seguir, listamos os principais deles. Continue a leitura e confira!

Dificuldade no acompanhamento das aulas

Algumas crianças têm necessidades específicas de aprendizado, no entanto, nem sempre o professor consegue atender a tantas demandas diferentes dentro da sala de aula. Nesse momento, é importante ter uma boa parceria com a família, a fim de entender as dificuldades de cada criança e orientar os pais sobre as práticas que podem tornar o aprendizado mais eficiente.

Ler com as crianças em casa ou jogar um jogo, são ações importantes que colaboram com o avanço do processo de aprendizagem de uma forma muito prazerosa!

Haverão situações em que as dúvidas das crianças serão desafiadoras para os seus pais, uma vez que eles não têm o mesmo conhecimento do professor para orientá-las de maneira didática. É por isso que a parceria com a escola, mais uma vez, se faz indispensável. Sendo assim, ofereça às famílias espaço para que elas possam solucionar suas dúvidas.

Problemas com a educação inclusiva

As crianças com necessidades especiais precisam de uma atenção maior para garantir uma aprendizagem de qualidade. O problema é que nem todas as escolas estão preparadas para atender as especificidades dessas crianças, que precisam que seus professores tenham conhecimento específico para saber como ensiná-los a ler e escrever.

Nesse momento, é importante que a escola esteja preparada pedagogicamente e estruturalmente para receber todas as crianças, a fim de tornar a instituição acessível a todos e possibilitar também que a criança portadora de necessidades especiais possa ter acesso às mesmas dinâmicas de aprendizagem de seus colegas.

Não podemos deixar de mencionar também a necessidade de investir em capacitação dos professores — principalmente quando o assunto é alfabetização e letramento dessas crianças.

Frustração diante das dificuldades

É necessário conhecer melhor este universo da primeiríssima infância, isso permitirá ao professor observar quais são as dificuldades do seu grupo e fazer avaliações frequentes dos seus processos. Isso tornará as práticas docentes mais efetivas e adequadas para cada faixa etária.

Algumas crianças apresentam problemas para lidar com suas dificuldades no ensino. Ver seus colegas lendo e escrevendo e ela não é algo muito frustrante, uma vez que seus amigos podem até brincar com essa situação e deixá-la ainda mais desconfortável. Outro fato muito comum é os pais exigirem resultados rápidos e, com isso, acabam sobrecarregando a criança.

Para lidar com essa situação, é interessante conhecer melhor os alunos fazendo uma avaliação que permita ao professor observar quais são as dificuldades dessas crianças e somente após isso partir para as práticas educativas.

Busque outras atividades que contribuam para esse tipo de aprendizagem e que sejam prazerosas para as crianças.

Falta de aproximação entre a escola e família

Nos primeiros anos de ensino, em especial, é muito importante que a escola e a família tenham uma boa aproximação. Assim, é possível superar os desafios da alfabetização e letramento com mais facilidade, pois tanto os pais quanto os professores terão o suporte necessário para garantir um desenvolvimento pleno das crianças.

Com essa parceria, também fica mais fácil de identificar quando houver algum comportamento incomum da criança, o qual pode interferir negativamente no seu aprendizado.

Essa é uma maneira de tornar a criança mais segura para fazer suas descobertas — e é aqui que a escola desempenha um papel muito importante: promover o diálogo e realizar atividades que envolvam a família.

Falta de conhecimento dos professores

O processo de ensino-aprendizagem não se resume somente em ter um professor na sala de aula que utiliza um quadro negro e livros para ensinar a ler e escrever. Novas formas de ensino foram criadas, uma vez que os métodos tradicionais já não são mais suficientes para tornar a aprendizagem efetiva.

Por isso, a formação continuada é tão importante, tanto para as crianças quanto para professores. Para o corpo docente, manter-se atualizado é uma forma de adquirir novos conhecimentos em relação às novas práticas pedagógicas e tendências de ensino. A formação continuada deve fazer parte da vida do professor para colaborar com maior eficiência na aprendizagem das crianças.

Nesse momento, os professores aprendem a lidar com novas formas de ensinar, utilizando outros recursos disponíveis, o que permite um processo de ensino mais atrativo para as crianças.

Para as crianças que estão na fase da alfabetização e letramento, ter professores atualizados garante que elas tenham acesso a um ensino de melhor qualidade, em um ambiente de aprendizagem mais dinâmico e interessante.

 

Por fim, vale destacar que os desafios da alfabetização e letramento fazem parte do processo e é preciso o espírito colaborativo para lidar melhor com os impasses que, porventura, apareçam, sem deixar de lado a importância da capacitação do corpo docente e a boa comunicação com a família.

 

Ajude outros profissionais da educação a superarem os desafios da alfabetização e letramento, compartilhando este conteúdo nas suas redes sociais.

 

Conta pra gente: qual sua opinião sobre esse texto?

Todos os campos devem ser preenchidos.
Seu e-mail não será publicado.

s
X