Mathema Mathema

Como se tornar referência no ensino da matemática?

Por Escrito em: 30/07/2021
Compartilhe nas suas redes: [addtoany]

Você sabe como se tornar referência no ensino da matemática? É importante rever a prática docente a cada dia, pois não há como atingir novos resultados com as mesmas práticas de sempre. O tradicional deve ser guardado, cuidado e elevado, mas é necessário que o professor deixe de lado o que for arcaico, uma vez que isso é algo que funcionou antes, porém, não funciona mais.

Neste artigo queremos mostrar a você quais são as principais práticas que o ajudarão a se tornar referência no ensino da matemática e, dessa forma, aumentar suas oportunidades no mercado de trabalho. Acompanhe!

 

O que faz a diferença dentro da sala de aula?

Oferecer uma aula potente é essencial para ajudar os estudantes a compreender os diferentes conceitos, procedimentos e conteúdos matemáticos. Para isso, é importante deixar claro logo no início da aula o que se espera que o estudante aprenda, pois assim é possível monitorar mais claramente como ocorreu a aprendizagem de cada um deles.

Além disso, é necessário ouvir atentamente o que o estudante tem a dizer e esclarecer eventuais dúvidas que possam surgir durante o processo.. Isso porque, durante a construção do conhecimento, quanto mais o estudante participar, maior será a aprendizagem. Propor uma aula onde os estudantes devem investigar algum conteúdo matemático é um exemplo de como colocá-los no centro da ação pedagógica ,conquistar a atenção deles e alcançar os objetivos propostos para aula.

Afinal, como se tornar referência no ensino da matemática?

Com base na pesquisa “Boas Práticas Docentes no Ensino da Matemática”, desenvolvida pela área de Estudos e Pesquisas Educacionais da Fundação Victor Civita em parceria com a Fundação Cesgranrio, selecionamos algumas práticas consideradas bons exemplos para quem deseja se tornar referência no ensino da Matemática. Veja quais são elas!

Interaja com os estudantes

Começar a aula conversando com os estudantes sobre diferentes assuntos que apresentam relação com o conceito matemático a ser desenvolvido é muito importante para deixá-los mais à vontade e diminuir aquele sentimento de que aprender Matemática é difícil. É preciso mudar a ideia de que apenas algumas pessoas podem aprender Matemática mostrando que através de boas atividades todos conseguem desenvolver altas habilidades em Matemática.

Durante as atividades em grupo, é importante que o professor circule pela sala de aula e converse com os estudantes sobre as diferentes maneiras de pensar e, com isso, estimular o debate.

No entanto, é importante conhecer bem o perfil de cada estudante, identificando aqueles que são mais tímidos e não se sentem confortáveis com nenhuma exposição pública. Nesses casos, é interessante fazer uma abordagem mais pontual mais baseada na análise dos registros efetuados por ele. Pedir para que o estudante explique como pensou para resolver determinado problema é uma boa sugestão neste e em outros casos.

A troca de ideias entre os estudantes também é indispensável para uma aprendizagem de qualidade. Essa prática ajuda a ampliar a compreensão do enunciado do problema e oferecer a eles os parâmetros necessários para construir uma argumentação e confrontar as respostas que encontrou. Em outras palavras, compartilhar com o colega como foi que pensou amplia o repertório de todos os envolvidos.

Torne o ensino mais interessante

Para tornar o ensino mais interessante, é necessário que o professor promova relações entre os processos matemáticos. É interessante saber que a maioria dos conteúdos pode ser desenvolvida de maneira conjunta, ou seja, é possível trabalhar, por exemplo, números racionais na forma decimal simultaneamente às unidades de medidas do Sistema Métrico Muitas relações podem ser exploradas nesse momento, inclusive algumas não tão evidentes para a maioria dos estudantes.

Contextualizar o conteúdo, relacionando-o com o cotidiano dos estudantes facilita muito a aprendizagem. Além disso, essa prática desperta neles uma maior curiosidade em relação à Matemática. Propor desafios matemáticos com diferentes graus de dificuldade também é uma boa maneira de engajar os estudantes e colabora no desenvolvimento do raciocínio dos estudantes e na lógica de argumentação.

Use o erro a favor da aprendizagem

Quando bem explorados, os erros ajudam a tornar o estudante mais comprometido com o assunto abordado. Para isso, é necessário deixar claro para todos que errar é algo muito comum e que faz parte do processo de construção do conhecimento. Assim, em vez de dar a resposta correta de imediato, dê oportunidades para que o estudante chegue até ela por conta própria. Use contraexemplos, retome uma regra conhecida ou recorra a outros meios que o estimulem a pensar mais.

Muitos estudantes têm medo de errar e, por isso, ficam retraídos e perdem o interesse de participar dos debates e até mesmo de aprender. Lembre-se de que quanto mais os estudantes forem encorajados a formular hipóteses e testar a validade delas, mais eles aprenderão. Assim, quando houver uma dedução equivocada, o professor poderá propor a análise das resoluções, sugerindo que os estudantes usem um “caminho” diferente para resolver o problema.

Essas são apenas algumas dicas de como se tornar uma referência no ensino da Matemática. No entanto, vale destacar que uma das práticas mais importantes é sempre buscar conhecimento.

O Mathema oferece diversos cursos para você, professor, aperfeiçoar o seu conhecimento neste componente curricular.

Toda Formação Mathema é pensada a partir de um conjunto de valores que são:

– excelência;
– criatividade;
– confiabilidade;
– inovação;
– continuidade;
– proximidade;
– ética.

Apenas conhecer o conteúdo a ser trabalhado não é suficiente para fazer com que o estudante o aprenda. É fundamental entender como os conceitos matemáticos são desenvolvidos pela turma e quais recursos podem ser utilizados no processo para potencializar a aprendizagem de um assunto específico.

Agora que você já conhece algumas dicas e quer saber mais sobre a nossa formação continuada? Acesse nosso site e conheça os cursos disponíveis, as Trilhas de Crescimento e os Planos Anuais!

Conta pra gente: qual sua opinião sobre esse texto?

Todos os campos devem ser preenchidos.
Seu e-mail não será publicado.

s
X