Mathema Mathema

Os direitos de aprendizagem das crianças na Educação Infantil

Por Escrito em: 10/09/2021
Compartilhe nas suas redes: [addtoany]

A Base Nacional Comum Curricular (BNCC) dá um importante salto na história da Educação ao assegurar os direitos de aprendizagem das crianças na Educação Infantil. Isso é importante porque é na primeira infância que as crianças desenvolvem habilidades fundamentais para a construção da identidade, sociabilidade e afetividade que serão levados para a vida toda.

Nesse sentido, é importante que ela receba estímulos de todas as formas, brincando de faz de conta, pesquisando, criando, desenvolvendo sua criatividade, entre tantas outras experiências.

A seguir, mostraremos a você os direitos de aprendizagem garantidos pela BNCC. Acompanhe!

Brincar

A criança precisa brincar todos os dias, de várias formas, em diferentes espaços e tempos, com diferentes parceiros. Dessa forma, é possível ampliar e diversificar o acesso da criança a produções culturais, estimulando o desenvolvimento dos seus conhecimentos, sua imaginação, sua criatividade, suas experiências emocionais, corporais, sensoriais, expressivas, cognitivas, sociais e relacionais.

Participar

É importante que a criança participe ativamente — com adultos e outras crianças — do planejamento de propostas e da realização de atividades idealizadas em conjunto.

Em casa, por exemplo, a criança pode participar da organização do seu material escolar, do seu espaço, do passeio com a família etc. Com isso, é possível desenvolver diferentes linguagens, elaborar conhecimentos, decidir e se posicionar.

Expressar

A criança tem o direito de se expressar como sujeito dialógico, criativo e sensível, tanto na escola quanto na família ou na sociedade. Nesse sentido, é importante oferecer oportunidades para que ela se posicione e seja ouvida. Ouça suas necessidades,emoções, sentimentos, dúvidas, hipóteses, descobertas, opiniões e questionamentos.

Também é interessante pedir a sua opinião, estimulando-a a justificar suas escolhas e argumentar os seus desejos sempre que quiser algo. Ao mesmo tempo, é importante que a criança saiba ouvir os outros. Assim, ela conseguirá se posicionar e aprenderá a esperar a sua vez.

Conhecer-se

A criança pequena precisa construir a sua identidade pessoal, social e cultural, a fim de constituir uma imagem positiva de si e dos grupos a qual ela pertence. Nesse momento, é importante contar histórias, ver fotos antigas da família e de memórias de experiências vividas, por exemplo.

Oferecer oportunidades para que a criança reconheça suas preferências por pessoas, brincadeiras, histórias, autores, gêneros linguísticos etc. é indispensável para a construção do seu conhecimento.

É interessante colocar a criança em contato criativo com manifestações artísticas e culturais. Aqui, é possível trabalhar com peças teatrais e festas típicas, por exemplo. Dessa forma,a criança tem a oportunidade de explorar e interagir com o seu corpo.

Conviver

A criança tem o direito de conviver com outras crianças e adultos, em pequenos e em grandes grupos, na escola, na família e na sociedade. Nesse momento, também é importante que a criança aprenda a respeitar a opinião e o espaço dos outros, a fim de conhecer a si e o outro, de desenvolver o respeito à cultura e às diferenças entre as pessoas.

Explorar

Explorar o mundo por meio dos movimentos, gestos e contatos com diferentes espaços e materiais também é um direito da criança. Sendo assim, possibilite que ela tenha contato com variados sons e instrumentos musicais, permitindo que ela explore esses sons. A falta de instrumentos musicais não deve ser empecilho, uma vez que é possível usar outros materiais, como latas, garrafas de plástico, panelas, entre outros.

É importante que esses materiais disponham de diferentes texturas, cores e palavras para possibilitar a exploração de todas as suas características e utilizações diferentes, incentivando, assim, o desenvolvimento da criatividade das crianças.

Nesse momento, também podem ser utilizados materiais que permitam a transformação,como a argila e a areia, e elementos da natureza, como folhas, pedras e gravetos.

 

A valorização da criança como ser potente, que interage, imagina, deseja, observa e constrói é o foco do Programa Ciranda. Totalmente alinhado à Base Nacional Comum Curricular (BNCC), o Ciranda conta com uma proposta pedagógica baseada em vivências e experimentações que proporcionam às crianças de 2 a 5 anos uma melhor aprendizagem e desenvolvimento, por meio de brincadeiras e interações.

 

Para saber mais sobre o Ciranda, entre em contato conosco e tire todas as suas dúvidas!

 

Conta pra gente: qual sua opinião sobre esse texto?

Todos os campos devem ser preenchidos.
Seu e-mail não será publicado.

s
X