Mathema Mathema
Barquinho de papel de origami

APRENDENDO MATEMÁTICA COM AS DOBRADURAS

Por Escrito em: 29/05/2019
Compartilhe nas suas redes:

Objetivos

  • Reconhecer e nomear figuras geométricas;
  • perceber suas respectivas propriedades e habilidades espaciais tais como a coordenação motora-visual, memória visual, discriminação visual, percepção espacial, composição e decomposição de figuras e constância de forma.

Materiais

Papel branco, papel dobradura (recomendamos o papel espelho de forma quadrada ou retangular), cola e canetinha hidrocor.

Organizado por

Ayni Shih

Pedagoga, especialista em matemática para os Anos Iniciais e professora de Educação Infantil.

Descrição da atividade

Na educação infantil, o trabalho com dobraduras nas aulas de matemática é importante, pois, além de ser desafiador e atrativo para os alunos, envolve atividades que proporcionam a aquisição de habilidades espaciais e geométricas. Fazer dobraduras vai além da geometria, uma vez que envolve relações sociais, interação do grupo, auto-estima e iniciativa para enfrentar desafios.

1ª etapa

As dobraduras podem ser motivadas com músicas ou histórias, tornando o trabalho mais significativo para as crianças. Recomendamos que a primeira etapa seja realizada com crianças de dois ou três anos.

Inicie explorando o papel branco com as crianças: solicite-as que amassem, alisem, rasguem e torçam o papel. Deixe que elas façam uma bola para chutá-la, arremessá-la etc.

Consideramos importante que a criança conheça o material, manipule-o e perceba todas as suas possibilidades, para que futuramente consiga fazer dobraduras mais elaboradas.

2ª etapa

A“Seqüência do banho” é recomendada para crianças de três a quatro anos. A atividade desenvolve a noção do esquema corporal, bem como a discriminação visual e auditiva. Além disso, favorece a comunicação verbal, na medida em que se solicita a participação de todos os envolvidos.

Proponha a atividade para as crianças como uma brincadeira de “faz-de-conta”. Usaremos o papel branco, e este será manuseado para servir de chuveiro, sabão, toalha e outras coisas.

Conduza a brincadeira propondo situações-problema às crianças, conforme a seguir:

  • “Faz de conta que hoje está muito calor. O que podemos fazer para nos refrescar?
  • Quem vocês conhecem que não gosta de tomar banho? Podemos cantar uma música para ele?
  • Vocês gostam de tomar banho? Que tal tomarmos um agora?”.

Diga às crianças que será utilizada uma folha de cada vez e que todas precisam ficar em pé.

“Vamos abrir a torneira. O que pode ser a torneira? Vamos fazer uma torneira com o papel?. Agora o chuveiro está funcionando, o que pode ser o chuveiro? Que barulho a água faz quando está caindo do chuveiro?

Agite a folha de papel acima da cabeça, imitando sons de água caindo.” Pode-se também agitar as folhas com as duas mãos ao mesmo tempo. “Agora sim! Podemos passar o sabonete e a bucha. O que temos que fazer para que o chuveiro vire isso?”

Vá brincando e interagindo com as crianças de modo que elas transformem o papel nas mais variadas situações, podendo manipular, amassar, dobrar, alisar etc.

3ª etapa

Depois da exploração e do conhecimento do papel, podemos iniciar com atividades mais dirigidas junto a crianças de três a quatro anos.

Distribua um papel dobradura para cada criança enquanto você conta uma história. Ao final, peça que retratem com o papel o que imaginaram ou sentiram por meio da história contada. Socialize montando um painel com as produções das crianças, pedindo que contem suas sensações. O foco desse trabalho é auxiliar as crianças a nomear e reconhecer as formas geométricas. Para isso, faça alguns questionamentos:

  • Que forma tinha o papel antes de vocês começarem a dobra?
  • Que novas formas apareceram com as dobras?
  • Quem pode mostrar uma dobra na qual aparece um triângulo?

Veja a seguir um exemplo de painel produzido a partir das produções das crianças:

 

Matemática e dobradura

 

4ª etapa

O objetivo é fazer com que as crianças obtenham novas formas geométricas a partir de um quadrado. Sugerimos que você utilize papel dobradura na forma de um quadrado de diferentes cores.

Inicie a atividade perguntando às crianças:

  • Como podemos transformar o quadrado em duas formas iguais?
  • Quais outras formas podemos obter?
  • Quem conseguiria transformar o quadrado em 2 triângulos? E em 4 triângulos?

Nessa etapa, é importante que você conheça todas as possibilidades de dobras, de modo que suas intervenções auxiliem o aluno a superar novos desafios e avançar em seu conhecimento. Após a exploração, monte um cartaz com as descobertas feitas.

5ª etapa

A proposta é que as crianças façam uma dobradura simples com poucas dobras. Esta atividade é direcionada para alunos com mais de quatro anos que já participaram de dinâmicas semelhantes às etapas anteriores. Daremos como exemplo a “Tulipa”.

Durante a execução da atividade, é preciso garantir que todas as crianças sejam atendidas, ou seja, o acompanhamento do professor é fundamental para que a atividade seja motivadora. Sente-se com seus alunos e vá fazendo passo a passo a dobradura com eles.

Procure utilizar um vocabulário matemático correto: unir vértice com vértice, dobrar um lado, depois o outro.

Conclua a atividade com uma colagem. É possível ainda pedir que os alunos completem a colagem com outros desenhos.

 

Matemática e dobradura flor

Conta pra gente: qual sua opinião sobre esse texto?

Todos os campos devem ser preenchidos.
Seu e-mail não será publicado.

X