Mathema Mathema

Você sabe como funciona a aprendizagem colaborativa?

Por Escrito em: 06/07/2021
Compartilhe nas suas redes: [addtoany]

Você já ouviu falar na aprendizagem colaborativa? Essa aprendizagem é baseada na colaboração, participação e interação ativa da criança. A metodologia cria ambientes que incentivam o crescimento em conjunto. Assim, as crianças conseguem aprender e, ao mesmo tempo, contribuir com a aprendizagem do colega.

Nesse momento, o professor atua como um orientador, o qual é responsável por conduzir dinâmicas em grupo e promover a interação das crianças. Com a aprendizagem colaborativa, todos evoluem juntos, tornando o processo de ensino e aprendizagem mais proativo e permite que elas desenvolvam a capacidade de argumentar e pensar.

A seguir, apresentamos os principais benefícios dessa metodologia de ensino e o que você deve fazer para colocá-la em prática na sua escola. Confira!

Quais os benefícios da aprendizagem colaborativa?

A aprendizagem colaborativa é muito importante para que as crianças possam desenvolver o protagonismo dentro da sala de aula. Assim, elas poderão aprimorar diversas características fundamentais para o seu futuro, como a capacidade de liderança, a autonomia e a iniciativa.

As atividades oferecidas na aprendizagem colaborativa permitem que as crianças aprendam a se relacionar com o grupo, entender opiniões alheias e tomar decisões em conjunto.

Veja quais os outros principais benefícios oferecidos por essa metodologia de ensino.

Favorece a autoestima

A autoestima de uma criança ou adolescente é muito sensível, por isso é importante que, tanto pais quanto professores, ouçam o que eles têm a dizer. Não escutá-los é um grande erro, o qual é capaz de reprimir o seu desenvolvimento e sua confiança também.

Com a aprendizagem colaborativa isso não acontece. A criança tem voz e é ouvida com a devida atenção por seus educadores. Logo, essa ação fortalece sua autoestima e lhe traz segurança para a tomada de decisão.

Impulsiona o desenvolvimento cognitivo

A aprendizagem colaborativa permite que as crianças tenham contato com dezenas de descobertas todos os dias. Esses estímulos diários ativam novas áreas do cérebro que possibilitam que o desenvolvimento cognitivo seja beneficiado. Dessa forma, o processo de ensino é facilitado, o que reflete diretamente na qualidade da educação oferecida pela escola. Com isso, as habilidades motoras, emocionais e intelectuais também são impulsionadas, beneficiando o desenvolvimento das crianças.

Melhora a comunicação

A vergonha e a timidez são duas características que impedem a criança de se comunicar com todos àqueles que a cercam, incentivando o seu isolamento. A aprendizagem colaborativa aparece como uma excelente alternativa para acabar com esse problema. Por meio dela, as crianças aprendem a se comunicar e a se expressar da melhor maneira com todos ao seu redor.

Essa é uma característica indispensável para a vida social de uma criança, uma vez que melhora a interpretação, a fala e os relacionamentos interpessoais.

Reduz os casos de preconceito

Com a aprendizagem colaborativa, a criança tem contato desde cedo com diferentes culturas e estilos de vida. Com isso, ela aprende sobre tolerância, diversidade, empatia e respeito. Quando bem trabalhadas, essas questões são capazes de reduzir os casos de preconceito não só dentro da escola, mas na sociedade como um todo e permite que as crianças cresçam intelectualmente conscientes da necessidade de respeitar o próximo.

Como implementá-la na escola?

Agora que você conheceu as principais vantagens da aprendizagem colaborativa na vida da criança, com certeza, deseja implementá-la na sua escola, certo? Mas por onde começar? Conheça, a seguir, os três passos indispensáveis para colocá-la em prática na sua instituição de ensino!

Realizar atividades em grupo

A aprendizagem colaborativa permite que várias crianças participem de um mesmo projeto escolar, por isso as atividades em grupo são tão importantes nesse momento. Por meio delas, as crianças passam a trabalhar em conjunto com o objetivo de produzir conhecimentos e chegar a determinadas conclusões por si só, com o outro e com seus professores.

Essa troca de informações que ocorre durante os diálogos em grupo possibilita a construção de conhecimento e o desenvolvimento de habilidades.

Fazer uso da tecnologia

A tecnologia faz com que as crianças se interessem mais pelas propostas ofertadas, despertando seu interesse pelas pesquisas e explorações. Aqui, as atividades em grupo também são bem-vindas, a fim de estimular o cooperativismo e a autonomia.

Aplicar a cultura maker

A cultura maker refere-se a um conceito que parte da valorização da atitude, da iniciativa, da criatividade e da curiosidade nas atividades realizadas em sala de aula. Ela preza pelo desenvolvimento do espírito investigativo, da capacidade de inovação e de habilidades para a resolução de problemas.

Esse tipo de atividade permite que as crianças participem ativamente das aulas, construindo, em grupo, projetos sobre os temas propostos.

 

A aprendizagem colaborativa traz diversos benefícios ao ensino, despertando o interesse das crianças pelas propostas e preparando-as para os desafios do futuro. Invista nessa ideia e aplique-a em sua escola para fidelizar aqueles que já fazem parte dela e conquistar aqueles que ainda não a conhecem!

 

Ficou com alguma dúvida sobre o tema? Deixe seu comentário aqui embaixo para que possamos ajudar você!

 

Conta pra gente: qual sua opinião sobre esse texto?

Todos os campos devem ser preenchidos.
Seu e-mail não será publicado.

s
X